-----------------

CHAKRAS - VÓRTICES DE ENERGIA

Variam de uma escola para a outra, mas os textos hindus geralmente mencionam sete principais. Existem mais de 10.000 chakras menores só na cabeça, outros tantos nas mãos, nos pés e no tronco. Os sete principais centros ou chakras magnos estão dispostos verticalmente ao longo do corpo físico na coluna vertebral (o eixo do mundo e do indivíduo).

São centros de captação, armazenamento, distribuição de energia no corpo. Cada chakra, exceto o mais elevado, preenche funções psicossomáticas específicas com a ajuda do alento (respiração).

A palavra chakra significa "roda ou círculo". Os chakras recebem energias externas, captadas pelos sentidos: luz e cor pela visão, sons pelos ouvidos, odor pelo olfato, sabor pelo paladar, e tato pela pele além dos estímulos de calor e frio.

Os chakras ou centros de força, são pontos de conexão ou enlace pelos quais flui a energia de um a outro veículo ou corpo do homem. São centros de comunicação entre o corpo espiritual e o corpo físico. Possuem a forma de uma flor que se abre e fecha, dando a impressão que gira, de onde se originou o nome chakra que significa roda. Tem o formato de pequenos pratos ou pirex e quando totalmente desenvolvidos assemelham-se a círculos de cerca de 5 cm de diâmetro, que desenvolvidos aumentam de tamanho e brilho, parecendo diminutos sóis.

Quanto mais o homem se desenvolve, maior é a quantidade de energia que o indivíduo obtém como resultado o acréscimo de suas potências e faculdades.

Os centros se diferem de tamanho e brilho segundo o indivíduo, podem uns ser mais vigorosos que os outros, dependendo da evolução de cada um.

Os chakras se dividem em três grupos: Inferior, médio e superior.

Podem denominar-se respectivamente "chakras fisiológicos, emocionais e mentais", assim, os chakras situados nas regiões mais instintivas do ser humano como o da área do períneo e dos órgãos sexuais, mostram-se em cores mais densas, porém mais robustas ou materiais, assinalando atividades de ordens mais afins ao mundo físico. Mas, neste caso, eles se apresentam com matizes mais pobres e menor número de pétalas, no entanto, os chakras situados nas zonas mais elevadas do ser humano, como as das áreas do estômago, do coração, da garganta apresentam luminosidade mais claras, mais sutis e o frontal (testa) e do alto da cabeça, transparentes e contando maior número de raios ou pétalas. Isto acontece porque o prana, filtrado pelos chakras das regiões instintivas do ser, mostra-se mais grosseiro e decai em uma freqüência vibratória habitual ao sustentar a atividade mais animal. Assim que as diversas cores fluem pelos chakras inferiores e depois atingem as regiões mais elevadas do ser humano, elas se modificam, clareiam e sutilizam-se aumentando a beleza e o colorido.

É dito freqüentemente que os chakras estão relacionados a certos órgãos físicos e plexos, mas ainda que o talo desta flor surja de um centro ou gânglio da coluna vertebral, a boca ou abertura está na superfície do campo magnético do indivíduo.

Todo e qualquer plexo nervoso está sempre em frente a um chakra e na região de uma glândula física importante.

Nadís (fluir) são os canais de energias espirituais, semelhantes as veias do corpo físico, por onde circula a energia vital (Kundalini) alimenta e distribui força aos chakras e a todo o sistema energético, mantenedor da estrutura física. São eles Ida (esquerda), Píngala (direita) e Sushumna (Centro). Ida (lua) contém o néctar que produz a vida. Píngala (Sol) contém o veneno que produz a morte. Sushumna (fogo), contém o regulador entre a vida e a morte. Ida, píngala e Sushumna formam o movimento energético entre as rodas de força (chakras) que regulam o mecanismo biológico do corpo e os níveis de consciência.

Você é a única pessoa capaz de absorver internamente os atributos, qualidades e funções dos chakras através da Meditação, participação ativa e trabalho corporal consciente. Podemos afirmar que usamos pouco os centros de força ou chakras, no trabalho cotidiano. A harmonia entre os três corpos só se consegue quando se equilibra os chakras que a rege.

O conhecimento de sua existência, a real localização dos mesmos, assim como a tomada de consciência de seus poderes, permitem-nos um aproveitamento quase perfeito dos mencionados centros de força, e suas correspondências endócrinas, nervosas e com relação ao som e a cor. Dissemos "quase perfeito" embora a perfeição não exista, falta este "quase" e vamos tentar trazer para ele, algo que pode ser chamado transcendental.

"Aqui neste corpo estão os Rios Sagrados; aqui estão o Sol e a Lua, assim como todos os lugares de peregrinação. Não encontrei ainda um outro templo tão bem aventurado quanto o meu próprio corpo."

O Trabalho com os Expansores de Consciência Flor da Alma

Após a Auto-escolha (processo seletivo), o chakra através da sua intuição já se mostrou, e que pode estar em hiper ou hipo funcionamento, partimos então para o processo de harmonização ou "efeito curativo".

Esfregar a boca do vidro no meio da mão, colhendo um pouco do óleo, friccionando as duas mãos (polaridades) até esquentar, ativando a força do óleo e após em forma de concha, elevando as mãos até o nariz, - iniciando o pranayama - inspirando profundamente, deslizando suavemente as mãos até a nuca e após expirando emitindo o mantra do chakra correspondente.

"Durante o período em que o Prana é absorvido, acontece a oxigenação imediata do cérebro, o prana é elevado ao "sistema límbico", que distribui a força do óleo ao chakra correspondente, propiciando uma suave sensação de calma e leveza (Serotonina), em conexão com a Energia Kundalini (força vital), quilibradamente, retornando o indivíduo ao padrão vibracional normal".

Se um fogo está queimando por baixo de um pedaço de lenha, essa lenha pode se incendiar por si própria, mesmo depois que o fogo original tenha se extinguido, isto pode ser chamado de "ignição expontânea", pode explicar o processo usado pela psique para produzir a experiência de iluminação, samadhi, ou consciência cósmica.

A capacidade do Sistema Límbico para determinar "isto é verdadeiro", é vital para a criação de nossas realidades mentais. Como o "guardião" do umbral interno", ele abre o coração à nova compreensão e facilita o processo de recordação e aprendizagem. Na mente humana, as percepções apresentadas pelos cinco sentidos são comparadas com percepções de memória. Através do seu instrumento (Sistema límbico), a faculdade da imaginação harmoniza as percepções internas e externas.

Os óleos para os chakras Flor da Alma não são industrializados e sim manufaturados artesanalmente, seguindo os princípios da alquimia lunar, através de dinamização, baseados em estudos profundos sobre o sistema de chakras, e conhecimentos ligados à Kundalini Yoga.

São regidos e sustentados pela “Ordem-Egrégora Flor da Alma” e sua respectiva guarda está assegurada sob nossa zeladoria.

O feitio ocorre no período da lua nova até a cheia, quando são revitalizados os óleos essenciais e aglutinados à ervas de cura da Floresta Amazônia (expansoras de consciência), colhidas, ritualizadas e processadas.

Flor da Alma é único. É inteligente.

São catalisadores de força da energia local, portanto só faz o bem e é bem feito, ocasionando efeitos imediatos como: pranificação, oxigenação do cérebro, limpeza do sistema respiratório, uma sensação diferente, devido a sua ação no Sistema Limbico em conexão com a energia Kundalini, equilibradamente.

"Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor".

...Por um mundo melhor, o conhecimento deve
ser passado e acessível a todos os Seres Viventes."

Informações: (31) 3356.1023 - (31) 9974.6270

www.flordaalma.org

 

Os Sete Níveis energéticos - Chakras

MULADHARA CHAKRA - Segurança e Auto-conservação. Básico ou Raiz. Situado no ponto central eqüidistante dos órgãos genitais e do ânus períneo, tanto na mulher como no homem. Este centro é também chamado de Serpente Ígnea, pois a sua força sobe em espiral, dando um verdadeiro toque energético em cada um dos chakras. Entrando por aqui a nossa energia Kundalini - alojando em seu ninho no local chamado Kanda (base do cóccix). Energia, coragem intensidade. Diretamente ligado ao sistema nervoso, membros inferiores, coluna vertebral. Funcionamento físico, sensação física. Funcionamento automático e autônomo do corpo. Elemento terra. Plano Material.

Primeiro Túnel - Sobrevivência. Mantra: LAM

SWADSTANA CHAKRA - Sensualidade e Conservação da Espécie. Sexual, Lingan (Hauptseitem), Yoni (mulher). Significa Carne. Está situado no baixo ventre, aproximadamente uns quatro dedos abaixo do umbigo.

Centro regente do sexo e de tudo o que com ele se relacione. Centro exclusivo de reprodução da espécie física e espiritual. Reino Vegetal. Elemento Água. Plano de energias que animam toda a matéria densa visível, prãnica ou etérica.

Segundo Túnel - Sexualidade,órgãos genitais, útero, próstata, ovários, testículos, bexiga, músculos abdominais, o reto e costas. Mantra: VAM

 

MANIPURA CHAKRA - O Poder. Umbilical. Abaixo do umbigo físico, ou na área do estômago, plexo solar. Este é um grande centro que envolve o chakra esplênico e o chakra do baço e separa o nosso corpo em duas metades denominadas de "positiva" a de cima, e de "negativa" a de baixo - polaridades. Centro fronteiriço. Centro da energia vital. Chakra do Ego. Exerce a função de "Resolver Problemas". É o centro de maior significado físico. Plano Emocional, psíquico, intelectual, plano físico. Elemento Fogo.

Terceiro túnel - Poder e emoções. Sistema digestivo, pulmões, pele, fígado, pâncreas, vesícula biliar, sistema nervoso. Mantra: RAM

 

ANAHATA CHAKRA - A Compaixão. Cardíaco. Na altura do coração. No centro do peito. Na parte média do externo e correspondendo atrás as duas omoplatas. É o centro do coração espiritual, não ao órgão circulatório (somente), porém ao centro anímico, o centro do amor. Transcendência. Emotividades Afetivas. Do Amor terrestre ao Amor Celeste. Elemento Ar. Plano Unidimensional. Metaboliza a energia do Amor. É o transformador de forças inferiores e superiores. Principal centro de Equilíbrio.

Quarto Túnel - Afinidade e amor-próprio. Timo, coração, peito, sangue, sistema circulatório. Mantra: YAM

 

VISHUDDA CHAKRA - A Inspiração, palavra, a clareza, a criatividade. Laríngeo. Na altura da garganta. Músculos profundos do pescoço e língua. Emissão de sons, harmoniosos ou não, assim como também os recebe em formas de vibrações que após recebidos pelo ouvido físico vibrarão no ouvido espiritual deste chakra. Controla a clariaudiência. Elemento Éter. Plano Espiritual, dimensão do mental abstrato, plano dos sentimentos puros, dimensão do Sentir.

Quinto Túnel - Comunicação, criatividade. Tireóide, cordas vocais, garganta. Respiração. Mantra: HAM

 

AJNA CHAKRA - O Conhecimento. A Intuição. A Razão. Frontal. Visão Além de. Situado entre nossos dois olhos, e um pouco acima dos mesmos, recebendo o nome de Terceira Visão, olho de Dagman ou olho de Shiva. É o centro da nossa vista interna, serve como lanterna mágica, por onde fluirão pensamentos inconscientes, inspiração espiritual, forças de comando, telepatia, transmissão de pensamento, clarividência. Memória Visual. Memória auditiva. Equilíbrio Mental e Espiritual. Elemento Fogo. Plano Dimensão Intucional. Plano búdico ou Crístico. Plano do Divino Espírito. Razão pura. Eu Superior.

Sexto Túnel - Percepção. Pituitária, cérebro inferior, olhos, ouvidos, nariz e sistema nervoso. Mantra: OM

 

SAHASRARA CHAKRA - Consciência Cósmica. Coroa. Coronário. Situado no centro superior da cabeça, onde as crianças recém-nascidas tem o que se denomina "moleira". Portão de Brahma. Representa o nosso aparelho respiratório e nossa "Boca Espiritual", por ela entra o Alimento prânico que vai destinado ao nosso cérebro extra-sensorial e a Luz Cósmica, saindo por aí a nossa energia Kundalni. Voltado para todos os contatos efetuados à distância. Superação da mente. Compreensão o lado esquerdo do cérebro e apreensão do direito. Mente elevado do saber. Integração da constituição espiritual e física. Plano dimensional da consciência. Nirvânico ou Atmico. Logos. Ser Self.

Sétimo Túnel - Sabedoria Espiritual. Glândula pineal. Sistema Límbico. Sistema Nervoso Central. Mantra: SHAM

 

Nota: Algumas literaturas recentes nos falam a respeito de novas cores dos chakras, desconheço estas mudanças uma vez que não houve mudanças no formato Adâmico (Corpo físico) nos últimos milênios nesta civilização, e nem no Arco-íris, no qual se baseia este sistema de cores.

Este princípio é outra realidade a ser observada e estudada, mas estou seguindo o método milenar ligado ao conhecimento ancestral.

Está Feito. Assim está plasmado. Om shanti Om!

Clique AQUI e medite com os chakras